ROBERT DE NIRO E GUARÁ

Nesta interessante entrevista, Pedrinho Aguinaga recorda sua vida de luxo em meio às celebridades do jet-set internacional, nas festas intermináveis dos anos de 1970, quando ele foi eleito “o homem mais bonito do Brasil” – festas que começavam  no Rio de Janeiro e terminavam em Nova York. Um de seus encontros foi com Maria Callas, Pier Paolo Pasolini e Franco Rossellini, o produtor de Teorema (que, num lapso, ele confunde com o diretor), logo após as filmagens de Medea, também produzido por ele. Gostaríamos de saber um pouco mais sobre essa noitada, mas Jô Soares não se aprofunda nas perguntas. A certa altura (14:10), Aguinaga dedica uma lembrança ao “querido ator Guará Rodrigues, o maior fã de Robert De Niro”. Na memória que a distância do tempo mescla à fantasia, o Guará de Aguinaga levaria sempre consigo uma foto autografada de De Niro (“dedicada ao meu amigo Guará”) para mostrar a todos os que  cruzavam seu caminho:

Programa do Jô

Como o Programa do Jô estava focado nos encontros de Aguinaga com os famosos (e especialmente com as famosas que ele “comia”), a foto de De Niro com Guará não foi exibida. Mas talvez alguns cinéfilos ainda se lembrem de tê-la visto publicada na revista Set. Quando eu ali colaborava com a coluna ‘Tempos modernos’,  cedi a foto que Guará me dera para o editor, Eugênio Bucci, que a publicou numa nota engraçada, observando a aparência de “farofeiro” de De Niro.  Eu não sabia que a foto havia sido batida pelo cineasta Neville d’Almeida, outro grande amigo de Guará, quando o ator americano passava alguns dias em Trancoso, na Bahia, em abril de 1987.  Mas quando Neville viu a  foto publicada, telefonou-me esclarecendo sobre sua autoria. Segue aqui então a imagem com os créditos corretos:

Guará e Robert De Niro. Foto de Nevlle D’Almeida.

Anúncios